Thursday, 12 February 2009

Regina Spektor - Fidelity

Um dia, em Delfos, alguém perguntou a Sócrates:
- Mestre, que é saber ?
-É não saber.
-Que é não saber?
`-É conceber verdades mais altas que não interessam à maioria das pessoas.
- Que significamesas verdades?
- Eu to respondo: é o transcendente, considerado utópico.
- A que leva essa conquista?
- Ao conhecimento de si mesmo.
- Que é si mesmo?
- A miniatura de Deus,por assim dizer.
- Mas, que é Deus?
- A luz mais profunda da sabedoria, digo melhor, da própria vida.
- Volto à pergunta original: que é saber?
- Respondo com outras palavras, sem pretensão de dizer tudo: saber mesmo constitui mergulho no silêncio, que é música, a música que só pode e só deve ser sentida, e, nunca definida ou formalizada.
- Mestre, como posso transmitir tudo isso aos outros? Quero ser útil....
- Sendo tu mesmo, isto é, reassumindo tua função no Universo, comunicando naturalmente na linguagem inarticulada do amor em acção, que vale a pena viver dando o melhor pela felicidade de todos.

TAGORE

"Grãos de Amor" de Ariston S. Teles

No comments:

Post a Comment